Unhas, nail art, Ace Attorney e alegria

Uma imagem bem ilustrativa do post: Unhas, Shou e alegria.

Sabe uma coisa que eu nunca me imaginei fazendo?

Um post sobre unhas em um blog de coisas nerds japonesas.

E, ei, aqui estou eu!

Não feche ainda. É sério. Eu também não dava a mínima pra unhas até pouco tempo atrás. Mas tem essa fábula, escrita por alguma grande trovadora do século XXI, de uma garota chamada... Chull.


Chull, a mesma Chull da lenda de Lez, novamente fazendo uma aparição pra galera no mais absoluto sigilo.

Chull tinha 13 anos. Gostava de jogos, e animes (exceto os de Lez, claro) e de roer unhas. E não gostava das garotas da sua classe, porque elas eram tão frescas. Quer dizer... Elas tomavam cuidado com suas unhas. E todo mundo sabe que unhas grandes só servem pra 1) quebrar enquanto você joga, 2) dar câncer quando são pintadas, e 3) arranhar os outros acidentalmente.

Chull tinha certeza de tudo isso... Até conhecer Kristoph.

Kristoph era um doce rapaz alemão, praticamente um ursinho carinhoso. Kristoph era tão doce, e gostava tanto de unhas, que dava esmaltes pra garotinhas solitárias...

Certo, talvez dar esmalte pra uma garotinha esperando que ela roa as unhas e morra envenenada não seja lá uma atitude muito doce. E talvez um presidiário deva ter outras prioridades além de pintar unhas, e talvez ele nem fosse tão amável assim.

Mesmo assim, ele era demais, e a pequena Chull começou a aprender com ele uma valiosa lição: Unhas são amigas, não comida.

É sério. Unhas são muito legais, cara. Lembra de Super Gals!? (NÃO SOU VELHA.) Até hoje eu acho que a grande moral de Gals era "ser fresca pode ser fun fun fun". (E ser consumista, eu admito, ainda quero um par de loose socks.) E elas gostavam de unhas! Tá certo, é frescura, mas vai dizer que não deve ser legal andar por aí com os personagens de Tiger & Bunny nas suas unhas. Ou ficar olhando pros personagens de Tiger & Bunny enquanto escreve matéria. Ou sei lá. Uma vez que você supera o trauma social (...que é grande. Multiplicado por uns 200 se você não for um indivíduo do sexo feminino. Tem até esse post sobre como personagens de anime inseguras tem unhas pintadas... ou algo assim.) é bem legal pra quem curte coisas ~artsy~. E tem tantas substâncias cancerígenas quanto, sei lá, tinta comum ou coca-cola. Ok, não vou transformar isso aqui numa propaganda de esmalte, mas, ei - recomendo! Bias aside, meu fascínio por mãos é grande, mas...

Então, né, o post. (...)

O fato é que eu sou meio cosplayer frustrada. Sou o tipo de pessoa que bate o olho em uma roupa em uma loja e diz "É igual à roupa de (insira personagem aqui)!" e se diverte se vestindo que nem personagens em casa e tal. Assim, também adoro me inspirar em personagens pra usar esmaltes e tal. Tenho usado esmalte preto regularmente, não só porque é a cor mais legal, mas também porque virei fangirl do Shou, e ele é demais, estiloso e usa esmalte preto, e... é. Não me arrependo de nada.

Dito isso, contar minha história do dia.

Estava olhando imagens de UtaPri no Pixiv, quando vejo um fanart lindinho onde o Ringo está com as unhas pintadas de rosa e azul. Unhas lindamente fabulosas, certo? (Segundo Nana, não, "bregas". Essa gente sem senso estético. *gasp!!*) E eu comprei recentemente esmaltes nessas cores. E tudo se encaixou.

Então, durex nos dedos, pintei a parte rosa, fui dormir e tal. E ficou maravilhoso, ok? Então.

No dia seguinte fiquei em dúvida entre pintar o resto de branco ou do tal azul, mas como o lado nerd gay sempre fala mais alto, foi o azul. E aí começo a... espirrar. Ei, talvez seja só coincidência, certo? E a corisa instantânea também, né? Ou não. Mas Ringo. E a dor de cabeça... Mas Ringo.

Na quarta unha eu tava meio que morrendo.

Quando eu vi que realmente não ia chegar viva na décima, tive que ir pegar máscara, tirar o resto, aí fui tirar só o azul, durex, a acetona borrou o rosa, e aí...

Resultado final: rinite alérgica 1 x 0 Unhas-de-Ringo-num-fanart-qualquer

E agora voltei ao preto-Shou.

Moral do post do dia: ... Não tem moral, na verdade. Hã... Mas unhas são legais! Não tenham raiva delas! Kristoph agradece!

E fiquei com vontade de escrever próximo post sobre K-On!! e feminismo. Espalhando um rosa metafórico no blog. Aguardem.

2 comentários:

Julia disse...

hehuahsf
euu roou a unha para caramba e sou uma fedelha chata que nunca vai largar esse vícioo
haha tó tentando

e aliás, gosto da forma que tu escreve ! :)
ficou bem engraçado esse post

(mhahaha comentário de apoio! encontrei sem querer o blog e me interessei pela escrita e os assuntos! :)))

Mimi Bunny disse...

Julia - Ei, obrigada! <3 Bom, blogs costumam ser chatos. Tento ser natural.
E yeah, entendo o sentimento, já usei até aqueles esmaltes com gosto ruim (...porque a Tia-Chata comprou, mas!) e só pintar as unhas acabou com o hábito, mesmo. Então boa sorte! (Fica a recomendação!)

Postar um comentário